1 000 056º ANIVERSÁRIO DA ARTE

Título: Do Not Panic

Autor: Luís Ribeiro

Curadoria: CAPC - Circulo de Artes Plásticas de Coimbra

Ano: 2019

Local: CAPC, Coimbra

Ficha técnica: Projeção de vídeo e som, 4'29''
 

Texto publicado no jornal Público (link)

«O ponto de partida era uma exposição sobre a colecção do Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (CAPC), para celebrar os 60 anos desde a sua fundação. No entanto, a exposição No dia seguinte está o agora, em exibição na casa do Círculo da Rua Castro Matoso, em Coimbra, já é diferente da que se apresentou ao público, no dia 15 de Dezembro.

A nova versão da exposição que teve a curadoria dos artistas Nuno Sousa Vieira e Cristina Mateus reforça a ideia de se trabalhar sobre um legado. O CAPC abriu um concurso para que outros artistas trabalhassem sobre a exposição pré-existente. “É uma exposição sobre outra exposição, esta que se inaugura hoje”, afirma ao PÚBLICO o director, Carlos Antunes.

Em 1963, o artista francês do movimento Fluxus sugeriu num poema que a arte tinha nascido há 1 milhão de anos, precisamente no dia 17 de Janeiro. Este ano, em Coimbra, a sede do CAPC foi palco de performances, instalações, concertos e jogos para celebrar essa data.

Em dia de festa, houve também um regresso a casa. Um dos membros do grupo de amigos que, em 1958, deu origem ao CAPC, Emílio Rui Vilar (do qual também fez parte o pintor Mário Silva), actual presidente do Conselho de Fundadores de Serralves, visitou a casa que desde a década de 1960 acolhe o Círculo, tendo sido classificada em 2016 como monumento de interesse público.»

projeção1.jpg
projeção2.jpg
projeção3.jpg

Imagens da projeção do vídeo "Do Not Panic" no CAPC, em Coimbra

Sem Título-1.jpg
1.jpg
2.jpg

(Fotografia da esquerda: Jornal Público   /  Fotografias da direita: CAPC

Imagens da exposição "No dia seguinte está o agora" que serviu de ponto de partida para a exposição 1 000 056º Aniversário da Arte, no CAPC.