O ARTISTA ENGANADO E O ARTISTA ENGANCHADO

 

Título: O artista enganado

Autor: Luís Ribeiro

Curadoria: Cristina Regadas,  José Almeida Pereira e Miguel Flor

Ano: 2010

Local: Espaço Fundação, Porto

Exposição realizada por Luís Ribeiro (O artista enganado) e Max Fernandes (O artista enganchado).

Homenagem a W.B., 2010
Impressão digital sobre papel do texto "A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica" de Walter Benjamin manipulado.

O real desconhecido, 2010
Acrílico sobre vidro, 40x40cm
Desenhos captados a partir da janela de casa, anulando os detalhes


Luís Ribeiro apresenta um conjunto de catorze desenhos impressos sobre papel onde questiona, baseado na obra "A Sociedade Transparente" de Gianni Vattimo, o que nós conhecemos do nosso passado. Este propõe-nos a ideia de que não existe uma história como "curso unitário", uma história única mas antes há imagens do passado propostas por pontos de vista diversos. Partindo desta ideia, Luís Ribeiro apropria-se do texto de Walter Benjamin "A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica" e, ao reproduzi-lo, anula-o propositadamente alertando-nos para a facilidade da alteração dos dados históricos e da forma como estes passam de geração em geração. No fundo, questiona a forma como nós usamos os mecanismos de reprodução para registar a história. Paralelamente Luís Ribeiro apresenta-nos, também, uma série de desenhos sobre vidro captados a partir das janelas de sua casa reproduzindo a realidade exterior anulando os detalhes.
Folheto da Exposição

O artista enganchado, Max Fernandes.

Performance, instalação e vídeo (colaboração de José Almeida Pereira)